quarta-feira, 29 de outubro de 2008

Vídeo caseiro

Vídeo caseiro engraçado com uma girafa muito retardada.

Me pergunto o que as pessoas são capazes de fazer quando não tem o que fazer.

UHAUHAUHAHUAUHA.

A maldade está na cabeça das pessoas [2]

1) O que é que a vaca tem quatro e as mulheres só tem duas?
r: Pernas.

2) Qual parte da mulher que cheira peixe?
r: O nariz.

3) O que é que entra na frente na mulher e só pode entrar atrás no homem?
r: A letra M.

4) Onde é que a mulher tem o cabelo mais enroladinho?
r: Na África.

5) O que é que entra duro e sai mole e pingando?
r: O macarrão na panela.

6) O que é que começa com 'B' tem 'c' no meio e termina com 'ta' e para ser usada é preciso abrir as pernas?
r: A bicicleta.

7) Qual o monossílabo tônico que começa com a letra 'C' e termina com a letra 'U' e ora está limpo ora está sujo?
r: O céu.

8) O que é que começa com 'C', tem duas letras, tem um buraco no meio e você já provavelmente deu pra muitas pessoas?
r: CD

segunda-feira, 27 de outubro de 2008

Momentos

Momentos.
por Renato Trancoso. (07/10)

Na vida existem momentos decisivos, que te fazem pensar: 'Será que ela está gostando mesmo de mim?', 'será que eu devo tomar essa decisão mesmo ou esperar mais um pouco?', 'o que será que devo fazer?'.

E no meio de tanto pensamento o que será que podemos tirar de proveito? Sairá mais confusão ou alguma conclusão?

Na vida existem momentos reflexivos. Por exemplo: já parou pra pensar se ela anda muito parada? Você faz alguma coisa pra mudar? Se a gente deixar ela fica assim mesmo, a vida é agitada se a gente for atrás e buscar essas emoções. Essa é a nossa tarefa. Inovar.

Na vida há momentos em que você pára e fica pensando em como as coisas estão indo mal. Porque tudo isso está acontecendo? Porque as pessoas agem dessa forma? Porque eu estou sendo injustiçado, porque tem que ser assim? o que foi que eu fiz?

Mas acredite, a culpa é nossa, só nossa, única e exclusivamente nossa. Porque esperar? Porque ficar martirizando essas coisas?

A mudança dos fatos começa em você. Porque depender sempre de algo ou alguém para realizar alguma coisa? Não adianta tentar mudar as outras pessoas ou o resto do mundo, tem que mudar a gente!

Agir é a solução.

É o que podemos fazer! Mudar, agir. E não só mais pensar. Fazer os momentos diferentes, construir a nossa vida nessa base. Fazer os momentos mais especiais que você possa enquanto há ainda tempo. Viver a vida da melhor maneira possível... E conseqüentemente aparecerão outras pessoas que compartilharão desses mesmos momentos com você. Mas nunca devemos desperdiçar a oportunidade, nunca podemos desperdiçar algo que podemos mudar pra melhor. A oportunidade perdida nunca volta.

A mudança é o alicerce da vida. "Muda que quando a gente muda o mundo muda com a gente. ...na mudança de postura a gente fica mais seguro, na mudança do presente a gente molda o futuro.' (Gabriel O Pensador)'

Em casos extremos podemos recorrer ao F-O-D-A-S-E. Isso mesmo.

Parou de falar comigo? Foda-se. Não quer sair, ligar ou não gosta de mim? Foda-se. Não deu certo a entrevista? Foda-se.

É uma palavra libertadora. Faz o momento melhor.

A vida é feita de momentos, e eles somos nós que fazemos.

Dedicado ao amigo Patrick.

sexta-feira, 17 de outubro de 2008

Erro!

Reflexão sobre o ciúmes

Abaixo uma reflexão sobre o ciúme e suas causas.

Primeiramente o que vem à ser ciúme? Isso tem alguma relação com amor?

O ciúme é um complexo sentimento de amor agregado à outro sentimento de posse. O sentimento de amor apenas relata carinho, cuidado, zêlo para com a outra pessoa. Quem quer bem, quem ama, cuida para que a pessoa amada se sinta realmente bem, se preocupa com o outro, acolhe-o, ouve-o, agrada o outro, dá carinho e atenção, mantém o outro sempre querido no ambiente, respeita-o. O amor é um sentimento de alteridade, isto é voltado para o outro e não para si mesmo.

Mas caminhando junto ao sentimento de amor há uma distorção deste zêlo, que é o sentimento de ciúme. O ciúme é um sentimento voltado para si mesmo, para quem o sente, pois é, na verdade, o medo que alguém sente de perder o outro ou sua exclusividade sobre ele. É um sentimento egocentrado, que pode muito bem ser associado à terrível sensação de ser excluído de uma relação. O normal, mais comum, é a pessoa sentir-se enciumada em situações eventuais nas quais, de alguma forma, se veja excluído ou ameaçado de exclusão na relação com o outro.

Neste caso, a sensação permanente de angústia e instabilidade, a insegurança em relação à si mesmo e ao outro, além da fragilidade da relação afetiva, podem levar à pessoa a manter um permanente "estado de tensão", temendo ser traído ou abandonado. Qualquer sinal do outro pode significar algo e a angústia da dúvida corrói a alma de quem é ciumento. Podem ocorrer em casos mais graves de ciúme, situações paranóicas e insanas em que a desconfiança do ciumento cede lugar a uma certeza infundada de que está mesmo sendo traído ou abandonado. O pensamento delirante muitas vezes toma conta de todo o psiquismo e atinge níveis insuportáveis de tensão interna. Aqui cabem exemplos como bolsas vasculhadas atrás de bilhetes, telefones ou mesmo da pessoa 'suspeita' ser seguida para constatar a traição.

Esse caso é extremamente psicótico, pois o ciumento já tem a falsa certeza de que está sendo traído mesmo e só procura confirmar tudo isso.

Paralelamente a este sentir ciúme, existe a forma de reagir perante este sentimento. Quanto mais intenso e menos controlável esse sentimento, maior o problema. Quanto maior o ciúme, mais as pessoas ultrapassam os limites da normalidade, para aos poucos, serem devoradas por uma obsessão capaz de destruir qualquer relacionamento.

De qualquer forma, o complexo sentimento de ciúme está longe de ser aquele "condimento" que torna a relação amorosa mais "apetitosa". É um sentimento autoritário, possessivo e neurótico, que leva via de regra ao sofrimento de quem o sente, e principalmente de quem padece nas mãos de um ciumento desconfiado e agressivo.

---
À Eloah, esteja junto à Deus.

segunda-feira, 13 de outubro de 2008

Conversa de velhinhos

VELHINHOS NA RUA XV, CURITIBA

— Tá bom esse sol.
— Tá bom, mas vai chover.
— Mas com esse sol?
— É sol de chuva.

Você conhece o Conversas furtadas?

sábado, 4 de outubro de 2008

Como confundir um bobão!

Assista o vídeo abaixo e entenda:




















Entendeu? Ora... diga-me que você entendeu esse post!

Declinio da politica Brasileira: Eleições 2009!













O grande dia chegou! É amanhã! A grande festa da democracia!

Vamos ver hem: Dinei, Sérgio Malandro, Gretchen... grandes estudiosos nomes da política brasileira!

Democracia? É a minha bola esquerda! É a puta que pariu! Vou perder um puta tempo do meu sagrado domingo naquela maldita fila do inferno pra ir votar num idiota incompetente que vai roubar vários recursos da minha cidade. E sou obrigado a isso. Que democracia que há nessa merda toda?

Isso deveria ser ainda pago pra completar de foder tudo. Imagine você chegar lá e ter de pagar pra votar. Seria mais um imposto, algo que você nem reclamaria e pagaria normalmente. Uma simples taxa para a manutenção técnica das urnas eletrônicas e consumo de energia. Apenas mais um imposto cretino assim como são os pedágios, o IPVA, o IPTU e o Imposto de renda.

Não duvide! Isso é possível.

Entenda bem: o ato de votar é sim importante, mas o certo, teria que se respeitar o meu direito de não querer ir lá votar! Afinal, estamos falando de democracia... Sabe porque digo isso? Porque ir votar nesses panacas ai? Porque e pra que? Pergunte-se porque é permitido uma pessoa que não entende nada de politica concorrer a politica? Que caralho é isso?

Enquanto votarmos numa pessoa porque ela é bonita ou legal, essa merda vai estar assim... fedendo pra caramba. Politica é coisa séria! Isto aqui não deveria ser um circo! Qualquer um pode querer uma pontinha lá então?! Basta ser conhecido e ter grana pra bancar partido. Ahpáporra... serião amigo. Esse país não pode ter solução, numa porra de democracia desta que nos fazem de otários.

"Democracia aqui? Há! Não existe!"